Clássico do Cinema em Casa (trauma para sempre)

by

Foi com surpresa que descobri que muita gente não viu um dos filmes que fizeram eu ficar acordado longas horas da minha infância, vigilante na parte inferior da beliche, esperando que o sono vencesse o terror que sentia ao lembrar de cada cena vista horas antes, no saudoso Cinema em Casa do SBT. Assistindo a partes do filme no Youtube, percebi que a tosqueira cinematográfica pouco importa quando homens armados usando máscaras de Papai Noel, de pato, de gato e de rato (nenhum critério) seqüestram uma turma de alunos e sua professorinha no interior da Austrália.

Algumas cenas de ‘A Fortaleza’ (Fortress, 1986) fazem parte daquele grupo de imagens televisivas que não esqueço nunca por achar que foram fortes demais para minha idade. Junto delas com certeza está a autópsia do ET de Roswell que passou no Fantástico e os filmes de palhaços assassinos que passavam no Cine Trash com apresentação do Zé do Caixão.

Há poucos dias a Duda (minha sobrinha) não queria entrar no quarto dela temendo o mascarado do Pânico. Não tive muito o que falar, porque lembro como funciona a lógica do medo infantil: tu ouve todo mundo dizendo que não há a menor chance daquilo acontecer, percebe que os argumentos são fortes e que realmente tudo é uma bobagem, mas por garantia não fica sozinho em lugar nenhum por uns seis meses… (sei que aconteceu com vocês também, provavelmente com filmes diferentes)

Sobre o filme acima? Depois de colocar todo mundo num furgão, matar um velhinho fazendeiro, torturar psicologicamente as crianças e tentar estuprar uma jovenzinha, os criminosos se descuidam e permitem a fuga da turminha até uma montanha cavernosa. Lá, as vítimas erguem a tal fortaleza, fazem lanças afiadas e matam os bandidos com requintes de crueldade (sério!).

No mais, acho que a TV vespertina largou dessa onda de filmes apavorantes (pra que também, né?) e decidiu colocar o Datena e similares no lugar. Ainda bem que não peguei a fase “teu pai pode te jogar do nono andar do prédio”, que é bem mais complicado.

4 Respostas to “Clássico do Cinema em Casa (trauma para sempre)”

  1. Edu Says:

    Além de ser toitalmente assustador (eu tinha pavor das máscaras dos bandidos), tinha o lance pseudo-erótico nas cenas da cachoeira, com a professorinha gostosa indo de lá pra cá seminua ajudar os alunos a nadarem pra fugir! Hehe, típico dos filmes daquela época!

    E a agonia que o filme passava pras crianças nas cenas do mergulho com aquelas crianças quase se afogando pra atravessar a caverna só se compara ao ônibus submerso em “Enchente, Quem Salvará Nossos Filhos?”, hehe!

  2. Marie Says:

    Nossa, esse filme é muito bom! Eu não lembrava o nome… Nossa, até hoje dá calafrios de lembrar da cena final, com aquele coração num vidro (era isso?) e os flashbacks das criancinhas estraçalhando os sequestradores. Meda!!!

  3. Mariana Says:

    hehe
    Eu lembro desse filme no Cinema em Casa. Peguei um pouco de trauma também.
    Falando de Cine Trash tu me lembrou o filme “O Ataque dos Tomates Assassinos”, nunca me esqueço a cena que o cara se “fantasiou” de tomate, pra espionar o que os tomates estão tramando, e os tomates acreditando(detalhe, ele é negro e meio gordo vestido de vermelho). Morria de medo de tomate na época.
    E “A Coisa”… aquela coisa gosmenta matando todo mundo, mas não tive aquele “trauma” sabe….

    Fazia aulas de natação aos 8 anos de idade em fim da tarde, e um belo dia fui assistir o filme Tubarão(não sei se é esse realmente o nome do filme, já que tem vários). Não conseguia entrar na piscina no dia seguinte, e foi um problema, o professor explicando que não tinha tubarão, minha mãe dizendo que entrava comigo, e eu chorando querendo ir pra casa e depois desse dia não fui pra aula durante 3 meses.
    Com várias tentativas da minha mãe finalmente me convenceu, mas entrava na água e ia apenas até a metade da piscina, na parte mais rasa.

  4. Allana Says:

    Nossa o cinema em casa ants era ótimo… Hoje em dia tem o velho problema da classificação dos filmes dai acho q não iam mais poder passar a fortaleza, mas semduvida foi um dos melhores filmes da minha vida( não pela critica em si do filme,mas pq foi um filme qe marcou muito a minha infância), me lembro dakelas tardes assistindo filmes como: Os greemilins, a bolha assassina, o monstro do armario, enchente quem salvara nossos filhos, A fortaleza. Nossa tempo bom akele! ! !

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: